O Ministério da Economia reviu a projeção de contração do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020 a 4,5%, sobre queda de 4,7% antes, em função do bom resultado esperado para a atividade econômica no terceiro trimestre.

A queda menor na economia este ano é esperada pelo governo porque a soma de todos os bens e serviços produzidos no país passou de 4,7% em setembro para os atuais 4,5%, segundo o boletim MacroFiscal, divulgado  pela Secretaria de Política Econômica, em Brasília. Para 2021, a previsão foi mantida em 3,2%. Já para o IPCA, o número passou a um avanço de 3,23%, contra 2,94% antes.

Para a inflação medida pelo IPCA, a perspectiva agora é de 3,13% em 2020, bem acima da expectativa anterior de 1,83%. Os números fazem parte da grade de parâmetros da Secretaria de Política Econômica (SPE) e vão embasar a confecção do próximo relatório de receitas e despesas.

De acordo com o Governo, as pesquisas mensais do IBGE para estes setores mostraram que o crescimento no terceiro trimestre de 2020 superou a taxa de 20%, apontando que a indústria e o varejo ampliado recuperaram os níveis do começo do ano. O setor de serviços também apresentou bom desempenho após a forte retração no segundo trimestre de 2020, no entanto, vale destacar que a produção dos serviços está bem aquém ao nível de fevereiro deste ano”, disse o governo.

Atualmente, a meta de inflação é de 4% ao ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos.

Com informações – Forbes e Agência Brasil

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *