Gustavo Junqueira;  Algirdas Balsevicius; Antonio Conte e Dartagnan Jr, vice-presidente do SAGASP

Diretores do SAGASP, juntamente com representantes de outros sindicatos patronais e investidores, se reuniram na manhã de quarta-feira, 06/11, com o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo Gustavo Junqueira.

O objetivo do encontro era apresentar o projeto elaborado pelo Centro Atacadista de Abastecimento Alimentar de São Paulo (CEASP) para a transferência da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp).

A Ceagesp é o mais importante entreposto de distribuição de alimentos do país e a ideia dos governos federal e estadual é transferi-la para outro local porque a região onde está instalado – na Vila Leopoldina – já não comporta mais o volume gigantesco de veículos que circula no entorno.

A reunião contou com a presença de representantes de diversas entidades, além de investidores

O maior entreposto

A proposta apresentada pelo CEASP tem o apoio da Comissão Empresarial formada pelos sindicatos e associações do segmento de abastecimento alimentar, representada na reunião por Telmo Côrtes de Carvalho e Silva.

O projeto prevê a construção do Novo Ceasa em um terreno de 408 hectares às margens do Rodoanel Mário Covas, na Região Metropolitana de São Paulo.  O investimento total gira em torno de R$ 2,2 bilhões.

Quando pronto o gigantesco complexo abrigará platôs estrategicamente preparados para funções logísticas e transporte de cargas; armazenamento e comercialização de frutas, legumes e verduras; flores; Zona Cerealista e mais dois platôs dedicados à atividades complementares como serviços, lazer, restaurantes, hotel e centro de informações.


O investimento total do projeto do CEASP gira em torno de R$ 2,2 bilhões e deve ficar pronto em 5 anos

Uma reunião produtiva

De acordo com o presidente do SAGASP, Algirdas Antonio Balsevicius, a reunião com o secretário foi uma das melhores já feitas para tratar do tema. “Ficou muito bem esclarecido. A totalidade [dos sindicatos e investidores] apoia decisão do secretário e do governador em relação às alternativas. Nós criaremos o maior centro de abastecimento de alimentos das Américas”, pontuou.

Antonio Augusto Conte, presidente do CEASP, destacou a produtividade e profissionalismo da reunião. “Mostra características de um governo que quer impulsionar a iniciativa privada, dando muita segurança para os investidores”, afirmou. “Estamos fazendo um investimento de R$ 2,2 bilhões e estou muito seguro”, continuou.

Já o secretário de Agricultura e Abastecimento Gustavo Junqueira mencionou todos os aspectos positivos envolvidos na proposta do CEASP e os detalhes que os cercam, como o apoio dos sindicatos.

“O investidor trouxe a mensagem que tem interesse, ele entende esse negocio de distribuição de alimentos como algo que dará retorno e está, portanto, engajado em fazer o investimento. Depois, o apoio dos sindicatos patronais envolvidos no negócio da Ceagesp há muitos anos, trazendo a mensagem que tudo que foi estruturado, foi muito bem pensado”, continuou. “Esse é o caminho”, finalizou.


Gustavo Junqueira e Algirdas Balsevicius falam sobre o mercado alimentício de São Paulo

Outros participantes

Participaram do encontro também representantes do Sindicato do Comércio Atacadista, Importador e Exportador de Frutas do Estado de São Paulo (SCAF); do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Osasco – Alphaville e Região (SinHores); da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio/SP); da Associação Brasileira de Importadores e Distribuidores de Alimentos (ABRAFOOD); do Sindicato dos Comissários de Despachos , Agentes de Carga e Logística do Estado de São Paulo (SINDICOMIS) e da empresa H11 Capital;

Estiveram presentes ainda Gabriela Chiste e Maria Teresa Vendramini, da equipe da secretaria de Agricultura e Abastecimento.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *