Duas notícias publicadas por importantes veículos de imprensa nos últimos dias mostram que há uma tendência de retomada da economia brasileira no pós-pandemia.

Na primeira “Mercado projeta alta no IPCA pela 8ª semana e prevê melhora no PIB” o site da revista Veja diz que com a reabertura das atividades e a injeção de recursos transferidos pelo auxílio emergencial a demanda aumentou e há melhora no desenvolvimento da economia semana após semana.

“Com as melhoras consecutivas na projeção, a cada semana fica mais claro que a fase mais aguda da crise provocada pelo coronavírus ficou para trás na economia e o desafio é o aquecimento e recuperação pós-pandemia”, diz a matéria.

Já no texto veiculado pelo portal UOL com informação do Estadão Conteúdo sob o título “Alta nas vendas de setembro confirma retomada do comércio em SP, diz associação”, o periódico destaca que o comércio da cidade de São Paulo registrou alta de 20,9% em setembro ante gosto deste ano, confirmando a retomada do setor na capital paulista.

“Mesmo com a alta [das vendas] acentuada nas primeiras semanas de setembro, os dados mantidos pela ACSP indicam um aumento gradativo nas vendas do comércio paulista desde que o isolamento social foi flexibilizado”, diz o texto.

Apesar das notícias positivas o momento ainda inspira cuidados. No caso da revista Veja o alerta fica para a informação que pela oitava semana seguida analistas do mercado financeiro revisaram para cima a estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).  Já o UOL lembra que em comparação com o mesmo mês de 2019 há queda de 14,6% no volume de vendas.

Mesmo assim, para a diretoria do Sindicato do Comércio Atacadista de Gêneros Alimentícios no Estado de São Paulo (Sagasp), as notícias positivas e que demonstram recuperação da economia são importantes porque trazem otimismo e esperança para as empresas.

“Saber que a tempestade está passando e que as coisas vão – mesmo que aos poucos – voltando ao “normal” são motivadoras”, defende a entidade.

“O Sagasp está junto com as empresas e empresários para o que for preciso. Vamos juntos trabalhar para recuperar o que foi perdido, crescer e desenvolver ainda mais”, finaliza.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *